INFARMED elogiado em reunião europeia sobre inovação

INFARMED elogiado em reunião europeia sobre inovação
maio 17, 2021

A estrutura de organização do INFARMED foi alvo de elogios na passada sexta-feira, dia 7 de maio, na reunião da Rede de Inovação Europeia (INNO), que juntou cerca de 80 participantes. Durante a iniciativa, o INFARMED fez uma apresentação sobre a importância de ter na mesma instituição diferentes atribuições e competências, com partilha de conhecimento sobre as fases de desenvolvimento, aconselhamento, avaliação e monitorização, permitindo assim um melhor acompanhamento e (re)avaliação durante o ciclo de vida dos medicamentos ou dispositivos médicos.

A apresentação foi saudada pelos participantes das agências do medicamento dos Estados-Membros da EU, sendo vista como “uma boa prática” e um exemplo de sinergia de conhecimento dos colaboradores dentro da instituição.

A reunião - que faz parte das iniciativas realizadas no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da UE - serviu também para os participantes conhecerem os progressos realizados em alguns projetos inovadores em curso. Um dos projetos avaliados foi o STARS, que tem como objetivo potenciar o trabalho dos investigadores universitários com o intuito de acelerar a aplicação clínica dos resultados da investigação académica nesta área. Este projeto está a ser desenvolvido por um consórcio de 21 parceiros de 18 Estados-Membros da UE, onde se inclui o INFARMED.

Os participantes tiveram ainda a oportunidade de ouvir um ponto de situação sobre as negociações em curso promovidas pela Presidência Portuguesa sobre a proposta legislativa relativa à avaliação das tecnologias de saúde. Os membros da rede foram informados sobre a possibilidade de a negociação com o Parlamento Europeu poder vir a ser concluída ainda durante a Presidência Portuguesa. A representante do INFARMED elencou algumas das alterações e mudanças que o futuro regulamento - que estava bloqueado há cerca de 3 anos - trará ao nível da colaboração entre Estados-Membros na avaliação de tecnologias de saúde.

O encontro serviu igualmente para o conjunto de responsáveis da Rede apresentar as lições aprendidas no decurso do combate à pandemia e o impacto que essa experiência terá no futuro.

A Comissão Europeia participou na reunião para identificar de que forma a nova Estratégia Farmacêutica para a Europa, aprovada no final do ano passado, pretende promover e facilitar a inovação.

O Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, participou na abertura da reunião para assinalar a importância da inovação na Saúde. O responsável político afirmou que os grandes avanços disruptivos na Saúde são os que permitem um maior acesso a medicamentos e dispositivos médicos” e propôs aos participantes um maior esforço na cooperação, comunicação e partilha de informação: “Temos de ser persistentes na nossa colaboração”, rematou.

Por seu turno, o presidente do INFARMED, Rui Santos Ivo, desafiou a Rede a encontrar novos mecanismos que potenciassem o “apoio a inovadores”, através de uma “mais próxima colaboração com as entidades nacionais ligadas à inovação”. Rui Santos Ivo destacou a importância de “reforçar a cooperação com as universidades”.

O INNO é um grupo constituído por quatro grupos Scientific Advice Working Party (SAWP), EU -Innovation Network ( EU -IN), Clinical Trials Facilitation and Coordination Group (CTFG), European Network for Health Technology Assessment (EUnetHTA), que estão envolvidos em prestar aconselhamento científico e/ou orientação regulamentar para tecnologias inovadoras.

O INFARMED é responsável pela coordenação, até ao final de junho, de um conjunto de 20 reuniões de diversos Comités e Grupos de Trabalho.

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, actualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.