Maior cooperação e mais solidariedade destacados no arranque da Conferência 3A’s

Maior cooperação e mais solidariedade destacados no arranque da Conferência 3A’s
abril 29, 2021

Arrancou esta manhã a Conferência Internacional “3A’s: Disponibilidade, Acessibilidade e Sustentabilidade dos Medicamentos e Dispositivos Médicos”, organizada pelo INFARMED. Na sessão de abertura, os intervenientes destacaram a importância da colaboração e cooperação internacionais e elogiaram o esforço de juntar na Conferência os principais agentes da área dos Medicamentos.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, destacou na sua intervenção que uma Europa mais forte é “essencial para a estabilidade social, económica e política” a nível global. Depois de saudar as iniciativas europeias de reforma, Tedros Ghebreyesus elencou “3 áreas específicas onde é necessária ação”: a primeira referida foi uma “colaboração mais próxima” de maneira a “encurtar distâncias” entre países e apoiar mais investigação e desenvolvimento. O diretor-geral solicitou também um maior empenho para atingir uma “nomenclatura consistente” mais acessível aos “utentes”. Por último, defendeu uma política de “preço transparente” capaz de promover a competitividade e assegurar a cadeia de fornecimento.

Também na abertura da conferência, a ministra da Saúde, Marta Temido, defendeu, na área dos Medicamentos, o reforço da "cooperação tanto a nível europeu como global", classificando esse esforço como um pré-requisito para "garantir maiores níveis de qualidade de vida para os nossos cidadãos".

Depois de reconhecer que existe ainda um longo caminho a percorrer, a ministra apresentou as metas definidas pela Presidência de forma a combater as desigualdades no acesso ao medicamento: "o reforço da autonomia estratégica na produção e distribuição de medicamentos e a garantia da sustentabilidade dos nossos sistemas de saúde".

A Comissária Europeia para a Saúde, Stella Kyriakides, focou a sua intervenção na Estratégia Farmacêutica para a Europa. Depois de elencar as medidas já tomadas, como a reforma do sistema de incentivos e o acelerar dos procedimentos de autorização, Stella Kyriakides afirmou que o sucesso desta iniciativa dependia da colaboração e coordenação entre as entidades europeias e nacionais. E rematou que a Conferência 3’As fazia “parte desse processo” e “exatamente o que precisamos” para “cumprir o que devemos aos nossos cidadãos”.

 

Dolors Monserrat, que participou na qualidade de eurodeputada da Comissão do Ambiente e Saúde Pública, elogiou o esforço de cooperação e colaboração no seio da União Europeia, apresentando como exemplo o programa de vacinas e lembrando que esta semana seriam distribuídas 29 milhões de unidades, o que representava um “recorde”. A eurodeputada destacou ainda as iniciativas do Parlamento Europeu no âmbito do Pacote da União Europeia da Saúde, destacando a aprovação nos últimos dias do Mecanismo de Proteção Civil.

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, actualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.